7 medidas para reforçar eficazmente a segurança em armazém

Gerir um armazém envolve, sem dúvida, muito mais do que receber, armazenar e expedir mercadorias. Diariamente, as equipes responsáveis pelos armazéns lidam com múltiplas variáveis, a saber: gestão de pessoas e equipamentos necessários para movimentar bens, integração e coordenação das operações logísticas na supply chain e otimização dos processos para assegurar a expedição rápida dos pedidos dos clientes, sem falhas ou danos na carga. Entre estas preocupações surge, assim, uma dimensão que deve, obrigatoriamente, acautelar: a segurança em armazém.

Afinal, roubo ou extravio de mercadorias, falhas no acondicionamento da carga ou utilização incorreta dos equipamentos podem mesmo causar prejuízos financeiros e comprometer a saúde e o bem-estar dos colaboradores bem como a resiliência da organização.

Neste conteúdo, daremos, então, a conhecer alguns cuidados para diminuir os riscos externos que podem afetar a segurança em armazém.

O que torna a segurança em armazém tão relevante?

Garantir a segurança em armazém revela-se, decerto, uma preocupação constante: desde o momento da construção da infraestrutura, passando pela definição do seu layout, até à gestão diária das operações. Esta envolve a implementação de medidas que permitem às empresas prevenir alguns riscos que podem comprometer a segurança de colaboradores e produtos.

Entre os perigos mais comuns encontramos, então, incêndios, inundações, roubos e assaltos, perdas de mercadoria, quedas de objetos e utilização indevida dos equipamentos para movimentar mercadorias — como empilhadores ou porta-paletes.

Podemos dividir, assim, os riscos para a segurança em armazém em duas categorias genéricas:

Riscos internos

Este grupo abarca perigos que se podem prevenir ou controlar internamente, através de, por exemplo:

  • Formação adequada;
  • Cumprimento das normas de movimentação da mercadoria, durante os processos de carga, empilhamento e picking;
  • Correta iluminação e sinalização do armazém;
  • Adoção da metodologia de armazenamento ideal.
 
Riscos externos

Este conjunto abrange todas as ameaças externas, mais difíceis de prever ou controlar pelas equipes de gestão dos armazéns. Portanto, aqui incluem-se roubos de mercadorias e atos de violência ou vandalismo protagonizados por agentes externos às empresas, que perturbam a segurança em armazém.

Aliás, os prejuízos causados por riscos externos podem ser muito avultados. De acordo com um estudo realizado no Reino Unido, em 2019, pelo Centre for Retail Research, fraudes, roubos e assaltos cometidos em armazéns, no setor do retalho, resultaram em perdas num valor superior a mil milhões de euros (915 milhões de libras).

Além disso, outro estudo, elaborado pela CargoNet, relativo a 2020, centrado nos riscos das cadeias de abastecimento nos Estados Unidos e no Canadá, indicou que 61% dos incidentes reportados se relacionam com roubo (ou tentativa de roubo) de mercadorias.

Descubra, então, como prevenir estes riscos, incrementar a segurança em armazém e a resiliência da sua organização.

7 passos para reforçar a segurança em armazém

Embora a prevenção e a gestão de riscos externos sejam mais desafiantes, existem algumas medidas para prevenir estas ameaças, mitigando a probabilidade de o seu armazém ser alvo de roubo.

Ademais, além da preocupação em impedir assaltos externos às instalações, torna-se também fundamental adotar ações preventivas para evitar que pessoas com acesso utilizem indevidamente esse privilégio, colocando em causa a segurança em armazém.

1. Defina um perímetro de segurança e coloque sistemas de proteção

Para salvaguardar a segurança em armazém, torna-se vital não esquecer algumas diligências básicas, como, por exemplo:

  • Vedar o armazém;
  • Iluminar as instalações adequadamente (incluindo a zona de estacionamento e os pontos de acesso);
  • Instalar câmaras de vigilância, idealmente com utilização de sistemas avançados de analítica de vídeo;
  • Implementar sensores de movimento, para facilitar a monitorização do espaço.
 
2. Implemente um sistema avançado de controle

Todos os dias, os armazéns deparam-se com um elevado volume de entradas e saídas, não só de mercadorias, mas também de pessoas. Entre colaboradores, visitantes, fornecedores e outros parceiros externos, múltiplos indivíduos acedem a estas infraestruturas. Portanto, torna-se fundamental estabelecer regras e sistemas de controle eficazes, para evitar acessos indevidos e minimizar o risco de movimentos não autorizados.

Desse modo, conseguirá reforçar a segurança em armazém com a implementação de métodos de controle de acesso avançados, como sistemas de dados biométricos (por exemplo, de impressão digital, reconhecimento facial ou de íris), não replicáveis e garantindo a comunicação prévia da identificação de todos os visitantes.

3. Contrate uma equipe de segurança

Dependendo da localização do seu armazém, do valor e da fragilidade das mercadorias, poderá revelar-se benéfico contratar uma equipe para o ajudar a identificar os principais pontos de risco, delinear um protocolo de segurança e, simultaneamente, garantir a vigilância contínua das instalações, reforçando a segurança em armazém.

4. Controle o inventário

Conhecer, com precisão, os níveis de stock e a zona do armazém onde a mercadoria se encontra revela-se, certamente, essencial para conseguir detectar inconformidades e anomalias, além de promover a segurança em armazém.

O objetivo consiste, então, em assegurar que o inventário registado no sistema corresponde ao stock real em armazém. A empresa deverá evitar registos ou verificações manuais da mercadoria, pois estes potenciam erros e criam oportunidades para a ocorrência de fraude.

Assim, socorra-se de softwares (como Warehouse Management System — WMS) ou equipamentos especializados para controlar o seu inventário e garantir a segurança em armazém.

5. Adira aos benefícios da tecnologia de RFID

Ademais, a tecnologia de Radio Frequency Identification (RFID) constitui um poderoso aliado das equipes de armazém. Graças a sinais de rádio, estas conseguem identificar, confirmar e partilhar remotamente dados sobre determinado produto, otimizando a segurança em armazém.

Além de pouparem tempo e acelerarem as operações de receção, contagem e expedição de mercadorias, os sistemas de RFID (compostos por tags e leitores) permitem rastrear artigos, diminuindo os riscos de perda ou roubo.

6. Monitorize a segurança em armazém remotamente

As soluções de cloud e de monitorização remota constituem instrumentos cada vez mais usuais na gestão dos armazéns. Efetivamente, permitem recolher e integrar informações provenientes de diversas fontes (por exemplo, câmaras de vigilância, equipamentos de controle de acessos e sensores de movimento), auxiliando na manutenção da segurança em armazém.

Portanto, deverá tirar partido das vantagens proporcionadas por estes sistemas, acompanhando remotamente, em tempo real, aquilo que está a acontecer no seu armazém. Tal permitirá às equipes responderem rapidamente em caso de incidente ou atividade suspeita (por exemplo, arrombamento de uma porta).

7. Sensibilize e envolva os seus colaboradores

Para implementar políticas de segurança em armazém com sucesso, torna-se ainda indispensável envolver os colaboradores no processo, sensibilizando-os para os cuidados cruciais na gestão dos acessos ao armazém e escutando as suas opiniões sobre eventuais melhorias.

Contudo, não basta dotar o seu armazém dos melhores e mais avançados equipamentos de segurança e implementar políticas adequadas. Revela-se também fundamental reavaliar periodicamente a sua estratégia, identificando vulnerabilidades e pontos a otimizar.

Se a sua organização não possui o know-how e/ou os recursos necessários para garantir a segurança em armazém, pondere recorrer a um parceiro logístico nas suas operações de armazenagem e fulfillment.

Entre em contato conosco 📞 (35) 3421-4657 ou 📲 (35) 9 9819-9092 e conheça nossas soluções em logística.

Gostou do post de hoje? Então, continue acompanhando nosso blog, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de mais conteúdos como este.

Compartilhe

Deixe um comentário