As particularidades do transporte de medicamentos

O transporte de medicamentos no Brasil exige vários cuidados especiais que são regulamentados por lei. Além disso, é um processo que conta com restrições e necessidades específicas que não existem em outros tipos de transportes, os quais têm como finalidade proporcionar segurança e a preservação deste tipo de produto.

Por isso, é crucial que as empresas que atuam com o transporte de cargas neste segmento se atentem às particularidades, como sensibilidade, variação na luminosidade, umidade e temperatura. Isso porque, esses são aspectos que influenciam diretamente na integridade da carga, sendo então necessário, cuidados redobrados durante o manuseio, armazenamento e envio dos produtos, para que o mesmo chegue em perfeitas condições ao seu destino final.

Posto isso, para saber mais sobre este assunto, a seguir, confira as particularidades do transporte de medicamentos e o que uma empresa especializada precisa ter para garantir segurança e agilidade.

Quais são as exigências legais para o transporte de medicamentos?

Primordialmente, no transporte de medicamentos são exigidos procedimentos diferenciados para os processos de armazenamento, manuseio  e entrega. Os quais visam assegurar a qualidade, integridade e as propriedades das mercadorias em questão.

Neste contexto, é obrigatório que as transportadoras atuantes deste segmento disponibilizem um farmacêutico que será responsável pelo controle da cadeia de distribuição dos produtos. Além do mais, ele orientará as rotinas dessa operação, principalmente a fim de adequar as estruturas da empresa, visando cumprir a legislação sanitária e as boas práticas do transporte de medicamentos. Vale ressaltar ainda, a importância da contratação de um Responsável Legal e um Responsável Técnico para gerir a operação desse tipo de transporte.

Ademais, é importante que as transportadoras possuam as seguintes documentações:

  • Certificado de Regularidade Técnica (CRF) do Conselho Regional de Farmácia;
  • Autorização de Funcionamento da Empresa (AFE), Emitido pela (ANVISA);
  • Autorização de Vistoria do Corpo de Bombeiro (AVCB);
  • Autorização de funcionamento emitido pela prefeitura;
  • Autorização Especial (AE), fornecida pela ANVISA para movimentação de medicamentos de controle especial, os quais precisam de temperatura controlada. 
 

Boas Práticas no Transporte de Medicamentos

É de suma importância que todos os envolvidos no transporte de medicamentos sejam responsáveis pela qualidade e segurança dos produtos. Logo, tanto a transportadora, quanto às distribuidoras, os pontos de vendas e a armazenagem, têm o compromisso de conhecer e adotar as boas práticas relacionadas a este processo. Os quais se tratam:

Boas Práticas de Armazenagem (BPA)

Remete-se ao conjunto de ações que certificam a qualidade dos produtos por meio do controle adequado dos processos de armazenagem.

Sendo assim, a BPA exige a utilização de ferramentas capazes de proteger o sistema de armazenamento contra medicamentos falsificados, reprovados, roubados, danificados, adulterados e que foram ilegalmente importados.

Boas Práticas de Distribuição e Armazenagem (BPDA)

Refere-se ao conjunto de ações com o objetivo de conservar a qualidade dos medicamentos durante o processo de distribuição e armazenagem. Deste modo, recorrem ao uso de ferramentas capazes de proteger o sistema de distribuição contra medicamentos falsificados, reprovados, roubados, danificados, adulterados e que foram ilegalmente importados.

Boas Práticas de Transporte (BPT)

São procedimentos capazes de propiciar qualidade do medicamento por meio do controle adequado durante o transporte. Assim, também são utilizadas ferramentas que protegem o sistema de transporte contra medicamentos roubados, danificados ou adulterados.

Cuidados adotados durante o processo do transporte de medicamentos

De modo geral, é importante que no transporte de medicamentos todos os cuidados sejam adotados pela empresa, a fim de assegurar a eficiência desta logística. Com isso, tais cuidados indispensáveis são:

Condição de armazenamento e transporte

Em alguns casos, antes da ordem de transporte dos medicamentos, é essencial o armazenamento das cargas de maneira segura e adequada, com o objetivo de que mantenham a sua integridade.

Por causa disso, é necessário que a empresa disponha de câmaras frias para a estocagem de remédios termosensíveis, como é o caso das vacinas. No entanto, o recomendado é que todos os itens, mesmo os que não exigem refrigeração, não sejam expostos a temperaturas maiores que 25ºC. Além do que, medicamentos não devem ser armazenados ou transportados em ambientes úmidos, sem ventilação ou expostos ao sol.

Estabilidade do produto

A estabilidade do produto nada mais é que, o período de tempo no qual ele consegue manter suas características físicas, químicas e farmacológicas, dentro de limites estabelecidos e sob determinadas condições ambientais.

Neste sentido, fatores como temperatura, ventilação, luminosidade, umidade e poeira, afetam a estabilidade do medicamento e consequentemente a sua integridade.

Condicionamento

Analisar as recomendações contidas nas embalagens é fundamental para definir os cuidados de conservação. Devido a isso, e para garantir maior segurança dos medicamentos, as caixas que as condicionam carecem de adequação, como por exemplo, estarem no tamanho correto, pois isso previne possíveis avarias e vazamentos. Outra questão significativa, é atender os reforços determinados pelo farmacêutico da empresa.

Segurança

O farmacêutico responsável tem como principal função averiguar os produtos, e caso encontre alguma adulteração ou falsificação, deve separá-lo e em seguida, notificar a ocorrência às autoridades sanitárias, indicando o número do lote.

Planejamento de rotas

A organização das rotas permite que os medicamentos sejam entregues com agilidade, a menor custo e garante ainda, que o mesmo chegue no destino em perfeitas condições. Dessa forma, é relevante a escolha de rotas com a melhor infraestrutura, já que assim, diminuirão as chances de acidentes e possibilidades de roubos de cargas.

Na definição das melhores rotas também é imprescindível que sejam evitadas as rodovias com fluxo intenso de trânsito. Pois, as cargas não podem ficar paradas por um longo período,  sobretudo expostas ao sol. Em razão disso, ocasionaria no comprometimento da qualidade do produto.

Rastreamento de cargas

Considerado um dos fatores mais notáveis para o transporte de medicamentos, o rastreamento de cargas é uma forma de proporcionar maior segurança ao cliente que contrata os serviços da transportadora. Dado que, desde a produção é obrigatório que os produtos sejam registrados e rastreados para que sejam evitadas falsificações, desvio ou roubos.

Diante do exposto, percebe-se que o transporte de medicamento é complexo, visto que é primordial que se sigam as normas estabelecidas para garantir segurança e agilidade. Por esse motivo, as empresas especializadas neste segmento se baseiam na adoção de boas práticas e em cuidados técnicos necessários que realizem com eficiência essa operação logística.

Gostou do post de hoje? Então, continue acompanhando nosso blog, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de mais conteúdos como este.

Entre em contato conosco 📞 (35) 3421-4657 ou 📲 (35) 99903-4786 e conheça nossas soluções em logística.

Compartilhe

Deixe um comentário