Como funciona o processo de redespacho?

Provavelmente algum pedido seu feito em um e-commerce passou pelo redespacho. Apesar desse nome parecer estranho para algumas pessoas, é um processo corriqueiro.

Principalmente em comércios eletrônicos que possuem cobertura nacional, ou seja, entregam para todos os estados do país, pode ser necessário contar com mais de uma transportadora em determinados trajetos, principalmente para evitar atrasos.

Se, por exemplo, o centro de distribuição da sua empresa mais próximo do destino ainda estiver distante, pode ser necessário contar com outros parceiros para finalizar o frete e assim o cliente receber o seu pedido.

No entanto, será que é confiável contar com uma outra transportadora para entregar a mercadoria?

Principalmente depois da pandemia de COVID-19, onde o comércio eletrônico atingiu marcas até então inimagináveis, tanto em faturamento como volume de compras, o nível de exigência dos usuários também ficou mais elevado.

Sendo assim, o preço não é mais o maior foco dos compradores. Eles querem que os seus produtos sejam entregues o mais rápido possível e sem qualquer avaria, bem como querem ser notificados em tempo real sobre o status do transporte.

Sendo assim, é preciso ter bastante planejamento, suporte tecnológico e estratégia para atender esses clientes. Por isso que o redespacho é uma tendência cada dia maior, mas que precisa ser feita com atenção.

Entenda mais neste post do que se trata essa estratégia, como ela funciona e o que fazer para torná-la um sucesso dentro das suas rotas de entrega.

O que é um redespacho?

O redespacho é uma atividade que envolve o ato de mais uma transportadora fazer o frete de uma mercadoria.

Podendo ser no início, meio ou final do trajeto, a empresa responsável pelo deslocamento do produto até o cliente final contrata uma parceira logística para auxiliar na entrega do item.

O redespacho é justamente o ato da segunda transportadora pegar essas entregas e finalizar o frete, de forma que o cliente final possa receber em mãos o seu pedido de forma adequada e dentro do período esperado.

Como funciona o processo?

Nem sempre a transportadora contratada para fazer determinada entrega possui o alcance e estrutura necessária para finalizar o serviço, o que geralmente ocorre em entregas que passam por vários estados.

Em vez dela recusar esse frete, ela realiza o transporte até onde pode e contrata uma parceira para fazer o redespacho, ou seja, transportar o produto pelo restante do caminho.

O cliente final, por sua vez, dificilmente saberá desse trâmite, pois no ato da compra terá acesso ao nome da primeira transportadora. Por isso é tão importante que a transportadora tenha contatos de confiança para manter a qualidade do processo.

Além desse tipo de redespacho, existe o intermediário, onde mais de duas transportadoras estarão presentes no frete, o que agrega para ambos os lados, já que a contratante aumenta o seu raio de entrega e a contratada recebe mais demandas.

Dicas para evitar a devolução de mercadorias

Justamente para evitar a devolução de mercadorias ou até mesmo o cancelamento de uma compra, é preciso contar com empresas de redespacho de confiança.

Engana-se quem pensa que basta contratar a primeira da lista dos buscadores. É preciso se atentar com o raio de atuação, qualidade dos serviços e, claro, avaliações e críticas nos principais canais.

Além disso, avarias, atrasos na entrega, problemas no rastreio e até mesmo falha de comunicação com a responsável pelo redespacho podem trazer ônus tanto para o cliente final quanto para a empresa que contratou.

Gostou do post de hoje? Então, continue acompanhando nosso blog, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de mais conteúdos como este.

Entre em contato conosco 📞 (35) 3421-4657 ou 📲 (35) 9 9819-9092 e conheça nossas soluções em logística.

Compartilhe

Deixe um comentário