Como pode o buffer de armazém ajudar a otimizar as operações logísticas?

Um armazém constitui, sem dúvida, mais do que um simples espaço onde são depositadas mercadorias até à expedição ou até à passagem para a etapa seguinte num ciclo de produção. Com efeito, esta é uma das estruturas mais relevantes no xadrez logístico, um ponto crítico para assegurar a rentabilidade das operações e a capacidade de dar resposta aos pedidos dos clientes. Nesse sentido, a implementação de um buffer de armazém torna-se, certamente, uma estratégia que as empresas podem adotar para otimizar os fluxos de mercadorias.

Contudo, afinal, como funciona, na prática, este mecanismo? De que forma pode um buffer de armazém agilizar os processos logísticos?

Como funciona um buffer de armazém?

Em síntese, um buffer trata-se de um espaço onde os produtos são guardados, temporariamente, até serem necessários. O buffer pode localizar-se numa área dentro do armazém da empresa ou, alternativamente, as organizações podem recorrer a armazéns dedicados ao depósito temporário de mercadorias.

Além disso, um aspecto cativante desta ferramenta logística deriva do fato de apresentar múltiplas funcionalidades. No caso de uma fábrica, o buffer de armazém pode localizar-se junto às linhas de produção, utilizando-se para depositar, temporariamente, matérias-primas. Aliás, pode também guardar os produtos acabados, que serão expedidos posteriormente para múltiplos centros de distribuição.

Esta solução torna-se, sem dúvida, particularmente útil quando o ritmo de produção não coincide com o período de consumo. Nesse sentido, os fabricantes recorrem a esta estratégia quando a produção atinge níveis muito elevados e ostock a armazenar excede o espaço disponível na fábrica.

Importância de um buffer de armazém na preparação para picos de vendas

Vejamos mais um exemplo: uma empresa de retalho poderá utilizar o buffer de armazém para preparar, antecipadamente, as suas operações para as épocas de picos de vendas. Dessa forma, assegura que não existirão ruturas de stocks.

Recorde-se que a preparação dos picos de vendas (como o Natal, a Black Friday, o Dia das Mães, entre outras datas comemorativas) concretiza-se, por norma, com semanas ou meses de antecedência, até porque as cadeias de abastecimento encontram-se, frequentemente, distantes.

Portanto, o buffer de armazém assume-se como um instrumento de grande relevância para apoiar as equipas na mitigação dos riscos na previsão e na gestão dos stocks sazonais, permitindo gerir flutuações da procura.

Todavia, as funcionalidades deste mecanismo vão mais além, pois o buffer de armazém apresenta, igualmente, um papel crucial na agilização dos fluxos de mercadorias. Desse modo, contribui para melhorar a eficiência das operações logísticas.

Tal comprova-se quando o buffer se localiza nas proximidades da zona de expedição do armazém. Habitualmente, cria-se uma zona de buffer para organizar os pedidos dos clientes e assegurar a expedição mais célere, com menor probabilidade de erros.

Consequentemente, verifica-se que o buffer de armazém pode surgir em diferentes zonas: tudo dependerá das necessidades de cada organização. Por exemplo, revela-se comum o posicionamento do buffer junto da zona de recebimento de mercadorias, perto das docas de descargas, para facilitar um rápido descarregamento.

Maior flexibilidade e agilidade nas operações logísticas: benefícios proporcionados pelo buffer de armazém

Considerando as suas funcionalidades, o buffer de armazém revela-se uma ferramenta logística relevante, sobretudo para organizações que produzem, movimentam ou distribuem elevados volumes de produtos. Inserem-se aqui empresas das seguintes áreas, a saber:

  • Fabricantes e indústrias;
  • Retalhistas;
  • Empresas na área de e-commerce;
  • Importadores e exportadores;
  • Distribuidores.
 

Entre os principais benefícios proporcionados por esta estratégia logística, destacamos os seguintes aspectos, a saber:

Maior agilidade das empresas e celeridade nas operações

O buffer de armazém permite às organizações assegurarem, com antecedência, a disponibilidade da mercadoria necessária para satisfazer um processo de produção ou uma etapa do processamento dos pedidos dos clientes. Assim, evitam-se interrupções, quebras de atividade, atrasos ou ruturas de stock.

Redução de erros e falhas nos processos logísticos

Uma das funcionalidades de um buffer relaciona-se com o fato de permitir uma melhor organização das mercadorias. Desse modo, evita erros nas diversas etapas do ciclo logístico. A instalação de umbuffer de armazém na zona de expedição permite, por exemplo, organizar os pedidos a expedir por regiões ou por clientes.

Melhor aproveitamento do espaço disponível

Além das vantagens enumeradas, o buffer de armazém garante que todo o espaço disponível seja aproveitado, contribuindo para acomodar a maior quantidade possível de produtos. Para isso, os buffers estão, frequentemente, munidos de estantes dinâmicas e sistemas de automatização. Estes não só tornam a movimentação da carga mais ágil, mas também asseguram o aproveitamento do espaço.

Sendo o armazenamento e a gestão de stocks processos logísticos muito sensíveis (e onerosos), torna-se fundamental para as empresas adotarem as melhores soluções de armazenamento. Só assim conseguirão manter-se relevantes, com a agilidade necessária para responder às exigências de um mundo empresarial cada vez mais competitivo.

Gostou do post de hoje? Então, continue acompanhando nosso blog, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de mais conteúdos como este.

Entre em contato conosco 📞 (35) 3421-4657 ou 📲 (35) 9 9819-9092 e conheça nossas soluções em logística.

Compartilhe

Deixe um comentário