Endereçamento logístico: 5 dicas para implementar

Endereçamento logístico é um sistema de organização e identificação de locais dentro de um armazém ou centro de distribuição para facilitar o gerenciamento eficiente de estoque, movimentação de produtos e processos de picking e packing.

A técnica é essencial para otimizar a operação logística, reduzir erros, minimizar o tempo de busca por produtos e melhorar a precisão das atividades no armazém.

Como o endereçamento logístico funciona na prática?

Na prática, o endereçamento logístico funciona da seguinte forma:

Divisão em zonas e corredores: o armazém é dividido em zonas e corredores, cada um com um propósito específico.

Atribuição de endereços: cada espaço ou local dentro das zonas e corredores recebe um endereço único, que pode ser um número, letra ou combinação dos dois.

Uso de tecnologia: um sistema de gerenciamento de armazém (WMS) geralmente é usado para monitorar e controlar os endereços.

Esse sistema pode gerar mapas e guias de rota para os operadores, ajudando-os a encontrar produtos de maneira eficiente.

Recebimento de mercadorias: quando as mercadorias chegam ao armazém, elas são identificadas e encaminhadas para seus respectivos endereços.

O WMS registra a localização de cada item no sistema.

Armazenamento estratégico: os produtos são armazenados nos locais atribuídos de acordo com suas características, demanda e relacionamento com outros produtos.

Movimentação e picking: quando um pedido é recebido, o sistema WMS direciona os operadores para os endereços específicos para coletar os itens solicitados (picking).

Atualização do sistema: à medida que os produtos são movidos ou retirados dos locais, o sistema WMS atualiza automaticamente os registros para refletir a nova quantidade e localização dos produtos em tempo real.

Reabastecimento: quando um local fica vazio após a coleta de produtos, o sistema pode instruir os operadores a reabastecerem esse local com produtos do estoque de reserva, mantendo a eficiência das operações.

Endereçamento logístico: 5 dicas para implementar

1. Análise e planejamento detalhados: realize uma análise aprofundada dos processos atuais do seu armazém e identifique as necessidades específicas da sua operação.

Planeje cuidadosamente como os produtos serão agrupados, onde serão armazenados e como os endereços serão atribuídos.

Considere fatores como fluxo de trabalho, categorias de produtos, demanda sazonal e frequência de movimentação.

2. Padronização e estruturação lógica: estabeleça um sistema de endereçamento padronizado e lógico.

Utilize convenções claras e compreensíveis para designar corredores, prateleiras, níveis e posições.

Isso facilitará a orientação dos operadores e reduzirá a confusão durante as atividades de movimentação e picking.

3. Tecnologia e sistemas de suporte: implemente um sistema de gerenciamento de armazém (WMS) robusto e compatível com as necessidades da sua empresa.

O WMS será fundamental para controlar e monitorar os endereços, além de rastrear a localização em tempo real dos produtos.

Certifique-se de fornecer treinamento adequado à equipe para maximizar o uso eficiente do sistema.

4. Engajamento da equipe: envolva sua equipe desde o início. Explique os benefícios do novo sistema de endereçamento e ouça os feedbacks e sugestões dos funcionários que trabalham diretamente no armazém.

A colaboração deles é vital para garantir uma transição suave e bem-sucedida.

5. Testes piloto e ajustes graduais: antes de implementar o sistema em toda a empresa, conduza testes piloto em uma área específica do armazém.

Avalie o desempenho do sistema, ajuste as estratégias conforme necessário e, quando tudo estiver otimizado, expanda gradualmente para outras áreas.

Entre em contato conosco 📞 (35) 3421-4657 ou 📲 (35) 9 9819-9092 e conheça nossas soluções em logística.

Gostou do post de hoje? Então, continue acompanhando nosso blog, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de mais conteúdos como este.

Compartilhe

Deixe um comentário