Entenda como funciona a importação de eletrônicos

A importação é um processo que pode fazer com que empresas alcancem novos voos em suas áreas de atuação. E dentro desse conceito, a importação de eletrônicos chama a atenção de muitos empreendedores e gestores. Afinal, estamos vivendo a sociedade mais tecnológica de todos os tempos.

Se por um lado parece termos a ideia de um negócio certo para gerar lucro; por outro, é inegável que nem todo mundo que pensa nela realmente faz acontecer. O motivo é que o principal entrave está no medo, já que nem sempre o processo de importação parece ser simples. Realmente, é preciso atenção.

E no conteúdo de hoje, você vai ver tudo sobre como funciona esse tipo de importação.

Por que importar eletrônicos?

São diversos os motivos que existem para fazer a importação de produtos eletrônicos e adicionar essa atividade na sua empresa. Da chance de obter lucros maiores até o fato de se tornar uma marca reconhecida.

Produtos exclusivos

Os produtos eletrônicos seguem tendências do mercado moderno, o que vai ao encontro do que o consumidor procura. Ainda mais quando consideramos o fato de que o Brasil é um país que ainda dá os primeiros passos na gama de produtos eletrônicos se comparado aos países asiáticos, por exemplo. Logo, se é atrativo para quem compra, com certeza, é uma boa opção de produto para se ter na sua prateleira comercial, não acha?

Menor concorrência no mercado

Atualmente, muitos empreendedores e até grandes marcas ainda possuem medo ou ficam tímidos na hora de lidar com a importação de eletrônicos. Isso abre espaço para aqueles que possuem coragem e conhecimento para fazer a compra de outros países se destacarem frente aos concorrentes.

Os melhores produtos eletrônicos importados

A gama de produtos eletrônicos é enorme. Da China aos Estados Unidos, são vários os países que possuem esses itens e, mais do que isso, são muitos os que podem agradar o seu público-alvo. Saber o que será importado é uma etapa importante.

Os eletrônicos digitais

Os eletrônicos digitais (DE) são conhecidos por usarem tecnologia de ponta. Eles são apresentados na prática com telas coloridas e em 3D. Sempre que se fala em alta qualidade, eles surgem como opção.

Os eletrônicos analógicos

O produto chamado de eletrônico analógico também tem a sua parcela de interesse por parte da população. É comum que sejam comercializados em forma de circuitos, reguladores, sensores, etc.

Os eletrônicos ópticos

Mais um campo de produtos vem dos ópticos, que estão ligados a dispositivos que emitem ou detectam luzes. Um dos grupos alvos é o das empresas de telecomunicações, da área da saúde e até mesmo do serviço militar. O melhor exemplo atual é a fibra óptica.

Os eletrônicos para consumidor final

Com certeza, no mercado atual, esse é o tipo de produto que é mais buscado na hora de importar produtos. A lista vai do carregador de celular até os micro-ondas estrangeiros. Há vários lugares do mundo que exportam tais itens.

O que saber sobre o processo de importação de eletrônicos

Neste conteúdo, você vai descobrir várias etapas da importação de produtos. Só que algumas delas são bem curiosas porque quase ninguém sabe ou dá a devida atenção. Esse é um tópico que pode fazer a diferença na sua decisão de importar eletrônicos.

As normas de qualidade

A importação de produtos eletrônicos deve seguir os regulamentos e as normas de qualidade de todos os órgãos competentes. Isso envolve a classificação dos produtos e as diretrizes de segurança. É importante saber sobre a certificação dos produtos que serão comprados.

As embalagens dos produtos

Outro passo importante no processo tem a ver com a embalagem desses produtos. Isso porque os itens eletrônicos precisam de embalagens corretas para serem transportados. É para evitar as avarias das peças ou componentes. A caixa tem que ter a descrição completa.

A conformidade eletrônica

Esse é um dos pontos que os novos empreendedores mais se perguntam: os testes de conformidade. Saiba que eles não são requisitos legais, mas podem ser diferenciais de determinados fornecedores, já que o importador que revende o produto é o responsável por ele, em casos de acidentes.

O licenciamento da tecnologia

Existe a taxa de licença de produtos, conhece? Ela precisa ser paga toda vez que um dispositivo eletrônico for importado para o Brasil e vale para diferenciais como Bluetooth, por exemplo. Algumas empresas liberam, de forma gratuita, a tecnologia. Mas, nem todas.

Como encontrar fornecedores de eletrônicos

Um dos maiores desafios de quem vai investir em produtos eletrônicos importados é justamente saber de quem comprar. Atualmente, são várias empresas que quebram a barreira geográfica, porém, nem todo fabricante é confiável para esse tipo de transação.

Os fornecedores do mercado online

Atualmente, a ideia mais simples e mais usada é verificar na internet os comentários e os selos de garantias das fornecedoras de eletrônicos do mundo todo. Mais do que encontrar essas empresas, o desafio está em descobrir se elas são confiáveis.

A visita presencial ao país exportador

Outra ideia, que é mais cara, porém, pode dar mais confiança ao empreendedor é a vista em países ou regiões focadas nesse tipo de negócio. Na China, por exemplo, a Huaqiangbei é uma área onde se encontra muito desses itens.

As feiras de produtos eletrônicos

E mais uma opção é a participação em feiras de eletrônicos. Nesse caso, o empreendedor poderá participar dos eventos e fazer networking com muitas pessoas, inclusive, com fornecedores dos eletrônicos. A variedade de produtos é imensa nesses lugares.

O transporte de produtos eletrônicos para o Brasil

O importador de eletrônicos tem que se preocupar com o transporte desses produtos. Os meios mais comuns hoje são: marítimos e aéreos. E nessa hora, a conta é feita de forma simples: orçamento, tempo, segurança e localização. Entenda.

O frete marítimo

Quando o foco está no orçamento da importação, o frete marítimo pode ser a melhor resposta. No entanto, ele é mais lento do que o que acontece em aviões. Dependendo da localização, a demora na entrega pode levar mais do que um mês.

O frete aéreo

A segunda ideia vem do frete aéreo, que é mais rápido e mais caro, também. No entanto, vale saber que nem todos os produtos eletrônicos podem ser enviados pelo ar. As cargas de bateria de lítio são proibidas, entre outros exemplos.

É muito difícil importar eletrônicos?

A gente não pode terminar o conteúdo sem essa reflexão. A importação de produtos eletrônicos exige cuidado, especialmente, quando se fala no contexto corporativo. Isso porque importar como pessoa física é diferente de importar como empresa.

Então, para quem quer importar eletrônicos do jeito certo e legal, visando a lucratividade do negócio e a conquista do mercado, a dica é: entenda e aplique o processo de importação com a ajuda de uma empresa especializada no assunto.

Porque o planejamento pode até parecer com os mesmos passos usados pelas pessoas físicas que importam, como a avaliação dos custos (produto, frete, impostos e despesas fixas). Só que, na prática, somente a empresa com conhecimento sobre as práticas legais vai poder chegar aos benefícios reais da importação.

Quanto é o imposto de importação de eletrônicos

Outra dúvida que é muito comum na vida das pessoas que estão em busca das informações sobre esse tema tem a ver com os custos dos impostos. Até mesmo porque é o pagamento deles que torna uma compra internacional declarada e legalizada no nosso país.

De modo geral, os percentuais podem variar conforme a mercadoria, a localização, o transporte e até mesmo o acordo comercial vigente entre os países.

Mas, resumidamente, não se pode esquecer desses impostos: de importação, sobre produtos industrializados, o programa de integração social, a contribuição para financiamento da seguridade social e o imposto sobre circulação de mercadorias e prestação de serviços.

E lembrando que tem as despesas fixas, que envolvem a emissão de documentos, pagamentos de despachantes aduaneiros, licenças, certificações, etc. Tudo isso precisa estar no Radar.

Gostou do post de hoje? Então, continue acompanhando nosso blog, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de mais conteúdos como este.

Entre em contato conosco 📞 (35) 3421-4657 ou 📲 (35) 9 9819-9092 e conheça nossas soluções em logística.

Compartilhe

Deixe um comentário