Logística: evolução nos últimos 100 anos

Quando pensamos em logística, geralmente queremos sempre que seja, claro, um futuro brilhante. O desenvolvimento da IA e a automação total das cadeias de suprimentos parecem ser conceitos prestes a serem realizados que tornarão o transporte mais fácil, rápido e seguro. Mas é útil dar um passo atrás e considerar como a logística mudou ao longo da história para entender melhor o que vem adiante.

Continue a leitura para explorar a evolução da logística nos últimos cem anos e apreciar um pouco mais o que conquistamos até agora.

Evolução da logística nos últimos cem anos

Para entender a história da logística, é preciso levar em conta que ela está intimamente ligada ao desenvolvimento humano. Desde o comércio da Roma antiga com o Egito e o transporte de grãos, ao longo de Genghis Khan e da Rota da Seda, o transporte marítimo tem sido um fator importante no desenvolvimento das nações. Nos locais em que a logística era bem administrada, as pessoas prosperavam, os exércitos avançavam e as culturas se desenvolviam.

Portanto, ao considerar a história da logística, é razoável considerar seu impacto nos eventos mundiais e questionar o quão diferente seria se suas tecnologias logísticas fossem mais avançadas.

A década de 1920

Começamos nossa jornada na década de 1920. Aqueles foram de grandes promessas e importantes mudanças. É relevante entender que os motores a diesel só foram introduzidos em meados da década de 1920 e que, comparada ao que seguiria, a logística ainda era bastante rudimentar.

Os avanços mais notáveis ocorreram em 1925, quando as empresas começaram a usar paletes no processo de armazenamento, de modo que as mercadorias podiam ser dispostas verticalmente e fazer um uso muito melhor do espaço disponível. E embora esses avanços tenham sido muito importantes, eles foram apenas um prelúdio para os próximos seguintes.

A década de 1930

Uma bússola em um mapa histórico. Com a Segunda Guerra Mundial houve avanços consideráveis na logística, o que era de se esperar já que nestes períodos muitas tecnologias são aceleradas para atender às necessidades criadas durante o conflito ou para atender as tropas.

Assim que a guerra começou, logo se tornou importante manter as linhas de abastecimento para os militares. Houve grande demanda tanto para o transporte de pessoal quanto para o embarque de mercadorias à medida que as frentes começaram a se desenvolver em todo o mundo. Lançamentos aéreos, transporte de trem e transporte de carga eram todos necessários para manter vários exércitos.

Da mesma forma, tornou-se mais importante aumentar a segurança e a capacidade de armazenamento. A munição era particularmente difícil de transportar, pois era pesada, perigosa e frágil. Isso levou a inovações em contêineres de armazenamento, suprimentos de embalagem e definiu o processo de carregamento, descarregamento e consolidação seguros.

A maioria do que usamos hoje em logística é amplamente baseada em princípios desenvolvidos na Segunda Guerra Mundial. Ainda hoje, você pode aprender coisas novas lendo como vários países enfrentaram problemas logísticos e quais as estratégias que utilizaram para superá-los.

A década de 1950

Terminada a Segunda Guerra Mundial, não havia tanta necessidade de desenvolvimento logístico. Porém, a ausência de demanda não causou a falta de desenvolvimento. À medida que as companhias de navegação se afastavam dos propósitos militares, voltavam-se novamente para o comércio. Isso levou a um dos principais momentos históricos da logística: a invenção dos contêineres em 1950.

Na era moderna da logística, dependemos quase exclusivamente dos contêineres.

A década de 1960

Durante a década de 1960, vimos um aumento significativo no transporte rodoviário. O aumento da segurança, bem como a padronização dos materiais, tornaram a logística muito mais fácil e previsível. Isso permitiu que as empresas de transporte transportassem materiais sensíveis ao tempo e os entregassem de maneira muito mais confiável.

Contudo, o que realmente ajudou a moldar a logística moderna foram os avanços da IBM na tecnologia de computadores. Antes, todos os dados logísticos eram escritos e compartilhados em papel. Mas a IBM trouxe a informatização para os dados logísticos. Como você pode imaginar, isso teve um efeito tremendo, pois deu uma ideia de como será o futuro da logística.

A década de 1970

Em 1975, vimos o primeiro sistema de gestão em tempo real para armazéns. Por meio dele, os gerentes de logística podiam acompanhar os pedidos, monitorar o estoque e supervisionar a distribuição. Isso, novamente, é algo que tomamos como certo hoje, mas foi um avanço em sua época. A década de 1970 também nos trouxe os códigos de barras, que facilitaram muito a identificação das embalagens.

A década de 1980

A década de 1980 foi um período na logística em que tudo se encaixou. Embora não houvesse “coisas novas” para anotar, o que já existia tornou-se exponencialmente melhor. Tecnologia da informação, recursos de rastreamento, integração logística, tecnologia de comunicação, tecnologia de remessa.

Tudo isso ficou cada vez melhor. Durante a década de 1980, as empresas introduziram sistemas ERP, além de auxiliar na logística geral.

A década de 1990

Até agora, a logística era geralmente realizada por empresas terceirizadas. Mas com o avanço da tecnologia, tornou-se cada vez mais fácil tornar a logística parte integrante dos negócios. Essa logística interna veio a ser mais difundida na década de 1990, à medida que mais e mais empresas apresentavam suas equipes de logística.

De 2000 até o presente

Podemos dizer que a história da logística entre 2000 e o presente é conhecida como logística moderna. Todos os sistemas que temos hoje foram concebidos nos primeiros estágios do século XXI. Claro que, em sua concepção, esses sistemas eram muito mais rudimentares do que os utilizados atualmente. No entanto, eles foram concebidos durante este período.

Com o avanço da IA e do aprendizado de máquina, ainda não há como prever totalmente até onde a logística conseguirá chegar, porém, com essa rápida olhada na evolução da logística nos últimos cem anos, é possível ver o quanto avançamos desde a década de 1920 — e o quanto temos de potencial para avançar.

O que se presume para os próximos 100 anos é que eles reservam algumas surpresas. Navegação espacial? Naves totalmente automatizadas? Drones entregadores inteligentes? Quem sabe?! Tudo isso soa como ficção científica agora, mas, na década de 1920, também seria completamente mágica a ideia de computadores e softwares tão especializados na logística.

Gostou do post de hoje? Então, continue acompanhando nosso blog, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de mais conteúdos como este.

Entre em contato conosco 📞 (35) 3421-4657 ou 📲 (35) 9 9819-9092 e conheça nossas soluções em logística.

Compartilhe

Deixe um comentário