Ponte rolante

A ponte rolante é um equipamento de movimentação utilizado para içar e movimentar produtos caracterizados por peso elevado e/ou grande volume. A ponte rolante é classificada como um equipamento de elevação e transferência, na qual se caracteriza por uma máquina de elevação do tipo guindaste de ponte.

Em primeiro lugar, no conteúdo de hoje vamos entender o que é a logística de armazenagem e aprender sobre os equipamentos de movimentação de carga. Além disso, vamos aprender também os conceitos relacionados as pontes rolantes, sua história, seus tipos e características. Boa leitura!

Equipamentos de elevação e transferência

São equipamentos destinados a mover cargas variadas para qualquer ponto dentro de uma área fixa, onde a função principal é transferir. Por se tratar de uma operação em área fixa estes equipamentos não apresentam grande mobilidade, como no caso dos veículos industriais. Estes equipamentos são feitos sob medida conforme a demanda e necessidade operacional dos clientes.

O que é uma ponte rolante?

A ponte rolante é um equipamento de movimentação utilizado para içar e movimentar produtos caracterizados por peso elevado e/ou grande volume. A ponte rolante é classificada como um equipamento de elevação e transferência, na qual se caracteriza por uma máquina de elevação do tipo guindaste de ponte.

Industrias, armazéns e centros de distribuição são alguns dos exemplos dos locais de utilização das pontes rolantes. Uma das principais características do equipamento é sua adaptabilidade a operação da empresa. Nesse sentido, o projeto de uma ponte rolante visa atender um objetivo específico, adaptado a necessidade da empresa e as características do local.

Agilidade, produtividade, qualidade e segurança são alguns dos benefícios da utilização e operação das pontes rolantes nos processos de movimentação de carga. Atualmente, o equipamento se tornou indispensável para operações de logística de armazenagem em empresas de médio e grande porte.

Quais os tipos de ponte rolante?

As pontes rolantes são construídas para atenderem a uma necessidade específica da organização. Entretanto, existem três tipos diferentes de pontes rolantes, além de dois tipos diferentes de sustentação do equipamento.

Ponte rolante uni-viga

Esse tipo de ponte tem apenas uma viga, e geralmente é constituída por duas cabeceiras, e um ou dois carros trolley que sustentam as talhas. Dessa maneira, podem realizar movimentos tanto na horizontal quanto na vertical.

Ponte rolante bi-viga

É constituída por duas cabeceiras, duas vigas e um ou dois carros trolley que sustentam a(s) talha(s). Dessa forma, o carro trolley corre em trilhos que são fixados na parte superior das vigas da ponte rolante. Além disso, este tipo de ponte rolante possuí uma capacidade de carga maior que a ponte uni-viga devido sua estrutura mais robusta.

Pórticos rolantes

É uma versão de ponte rolante no qual as estruturas laterais que apoiam a viga se movimentam por trilhos instalados no chão. Nesse sentido, este tipo de ponte rolante é utilizado em espaços abertos e em locais onde não há paredes para sustentação das vigas.

Ponte rolante apoiada

A viga da ponte rolante corre por cima dos trilhos do caminho de rolamento.

Ponte rolante suspensa

A viga da ponte rolante corre por baixo dos trilhos das vigas do caminho de rolamentos.

Quais os componentes de uma ponte rolante?

A quantidade de componentes em uma ponte rolante varia conforme a complexidade do equipamento. Entretanto, temos cinco componentes essenciais em uma estrutura de ponte rolante, sendo eles:

  • 1) Cabeceiras – Estão localizadas nas extremidades da(s) viga(s). Nas cabeceiras estão fixadas as rodas que permite o movimento de translação da ponte rolante. Estas rodas se movem por sobre os trilhos que compõem o caminho de rolamento.
  • 2) Viga(s) – É a viga principal da ponte rolante. Sobre ou sob esta viga, dependendo do tipo de ponte rolante, desloca-se o carro trolley.
  • 3) Carro trolley – O carro trolley se movimenta sobre as vigas principais da ponte e é o mecanismo onde se localiza o sistema de elevação (talha). Dessa maneira, o dispositivo é o responsável pelo deslocamento horizontal e vertical da carga.
  • 4) Talha – A talha é montada no carro trolley e é responsável pelo movimento de elevação da carga. Dessa forma, a talha utiliza um cabo de aço para levantar um bloco de gancho ou dispositivo de elevação.
  • 5) Painel de operação – Dispositivo utilizado para realizar os comandos do equipamento. Em equipamentos mais robustos e complexos se torna necessária uma cabine própria para operação do equipamento. Por outro lado, em um equipamento mais simples, um controle remoto é uma excelente opção.
 

Como é feito o controle de movimento de uma ponte rolante?

Existem três diferentes maneiras de realizar o controle de movimento de uma ponte rolante, sendo eles:

Controle remoto

O controle remoto de uma ponte rolante funciona via receptor de rádio frequência, conectado eletricamente ao painel e oferece a possibilidade do operador se posicionar com segurança e de forma a facilitar a visualização da carga. Além disso, possui ainda um transmissor portátil, carregador e baterias.

Botoeira pendente

Por meio de um cabo este dispositivo fica conectado ao painel de controle do equipamento. Dessa maneira, a operação de manobras da ponte rolante se torna menos eficiente.

Cabine

A cabine de operação de ponte rolante é necessária em locais com elevado risco de acidentes. Além disso, para operações onde existe a necessidade de uma visão periférica por parte do operador é recomendado a utilização da cabine.

O que são os equipamentos de movimentação?

Os equipamentos de movimentação de carga são as máquinas, manuais ou automatizadas, utilizadas para mover os produtos em um armazém. Em outras palavras, são os equipamentos utilizados para receber, movimentar, estocar e despachar os produtos.

A movimentação dentro de um armazém é feita em diversos percursos com a distância variada e superfícies e espaços apropriados. Nesse sentido, entender o conceito dos equipamentos de movimentação é um ótimo exemplo do que faz diferença no sucesso logístico de uma empresa. Optar pela ferramenta ideal de transporte e movimentação de cargas é fundamental para alcançar o sucesso empresarial. Metas que consistem em trabalhar no menor tempo, garantindo a qualidade, segurança e redução de custos.

Sem dúvidas que, o grande objetivo dos equipamentos de movimentação é gerar maior agilidade nas operações da empresa. Contudo, não podemos deixar de citar que os ganhos relacionados a qualidade e segurança do processo é bastante expressivo. Isso porque, utilizar o equipamento de movimentação adequado ao processo permite um manuseio correto e seguro para os produtos e pessoas.

O que é a logística de armazenagem?

A logística de transporte é uma subdivisão da logística responsável pela armazenagem dos produtos. Em outras palavras, é a área da empresa responsável por encontrar a melhor opção para armazenagem de produtos considerando aspectos como: segurança, agilidade e custo.

Trata-se de uma área de grande importância para a gestão de uma empresa. Isso porque, a condição dos produtos é um elemento chave no que diz respeito ao nível de serviço ao cliente prestado pela empresa. Dessa forma, manter os produtos armazenados corretamente garante um elevado nível de satisfação dos clientes.

Além disso, segundo dados da Confederação Nacional dos Transportes (CNT) os custos da armazenagem das empresas equivalem a 4,5% do PIB, ou R$ 268 bilhões. Nesse sentido, uma eficiente gestão da logística de armazenagem é uma ótima estratégica para o sucesso empresarial.

Entre em contato conosco 📞 (35) 3421-4657 ou 📲 (35) 9 9819-9092 e conheça nossas soluções em logística.

Gostou do post de hoje? Então, continue acompanhando nosso blog, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de mais conteúdos como este.

Compartilhe

Deixe um comentário