Veja como fazer um planejamento logístico de cargas mais eficiente!

Alinhamento, estratégia, previsibilidade e boa gestão. Da forma como percebemos, essa é a importância de realizar o planejamento logístico de cargas. Por isso, no conteúdo de hoje vamos explicar os principais detalhes e curiosidades sobre o tema.

Aqui, você entenderá o que é o planejamento logístico de cargas, por que essa atividade é fundamental para uma empresa de transportes, e por fim, quais as melhores dicas e boas práticas para introduzir essa rotina na sua gestão. Então, não perca tempo e acompanhe!

O que é o planejamento logístico de cargas?

Na logística, quanto maior a previsibilidade das etapas, prazos, custos e operações, maior é a qualidade e a capacidade de controle da sua gestão. É para garantir isso que existem métodos como o planejamento logístico, que nada mais é do que o conjunto de práticas e ações que tem o objetivo de alinhar a operação, definindo seus objetivos, etapas, limites e condições.

Outro ponto importante de se entender é que o planejamento logístico não é uma atividade única e isolada, mas sim um processo contínuo de análise, identificação de vulnerabilidades e melhorias. Assim, com uma atuação cíclica, o planejamento ajuda a empresa a estar sempre otimizando a sua atuação no mercado, reduzindo custos, erros, redundâncias e ociosidades.

Sem isso, a empresa fica sujeita a perder sua competitividade no mercado, pois abre mão da oportunidade de identificar seus drenos de custos e gargalos de produtividade. Além disso, a análise constante também ajuda a gestão a identificar problemas e riscos, estimulando uma atuação mais preventiva e econômica, e menos reativa e custosa, para encarar os problemas.

Qual a importância do planejamento logístico de cargas?

Do ponto de vista técnico, o planejamento logístico não é uma obrigatoriedade imposta às empresas. Assim como muitos métodos gerenciais, a adoção dessa técnica é totalmente opcional e deliberada, partindo única e exclusivamente do interesse da gestão em otimizar seus processos e, por consequência, alavancar os seus resultados.

No entanto, vale notar que sob o ponto de vista do mercado, adotar uma técnica como o planejamento e adaptação contínua só tem a ajudar a sua empresa. Sem a otimização contínua, a operação fica defasada, sem nunca identificar seus erros, ineficiências, redundâncias e excessos. Com a otimização, a empresa está sempre em rota de desenvolvimento e ascensão.

Como elaborar um bom planejamento logístico de cargas?

Agora que você sabe a importância de contar com um bom planejamento logístico para o escoamento da sua produção, é momento de conhecer as melhores dicas sobre o tema. Entre investir em tecnologia, definir rotas e analisar processos, existem muitas etapas e boas práticas que merecem a sua atenção — veja!

Analisar os processos

Mesmo embora cíclico e contínuo, todo bom planejamento tem um início muito bem definido, que é a análise situacional da operação. Afinal de contas, não há como definir objetivos e planejar melhorias sem antes identificar as vulnerabilidades. É por isso que o planejamento começa pela análise dos processos — uma observação atenta a cada uma das etapas da operação.

A técnica mais popular é a análise SWOT, que analisa forças, fraquezas, oportunidades e ameaças à operação. Essa é uma etapa, em grande parte, de análise e discussão. É um trabalho de observação, que ainda não tem o objetivo de colocar metas ou identificar um caminho até a otimização. Portanto, o objetivo é apenas observar e registrar a atual situação.

Definir objetivos

Com a análise pronta, a gestão já terá informações valiosas para orientar as suas próximas decisões. Como destacamos, a análise SWOT revela forças e oportunidades, fraquezas e ameaças. Ou seja, a análise destaca tudo aquilo que a sua empresa já faz e deve continuar fazendo (forças), e tudo o que pode fazer, mas ainda não faz (oportunidades).

De igual maneira, a análise o que se faz e precisa ser evitado (fraquezas), e o que não se faz, mas pode acontecer dada às fraquezas e gargalos da sua operação (ameaças). É a partir dessas noções, que destacam tanto as virtudes quanto as deficiências da sua gestão, que se definem metas para abraçar as oportunidades e para blindar-se das ameaças.

Os objetivos costumam estar diretamente ligados à atividade da empresa e às prioridades da gestão. Aqui, entram metas como a redução do tempo de entrega, a otimização da comunicação entre os motoristas, o aumento da disponibilidade dos veículos, a diminuição dos custos operacionais e por aí adiante.

Investir em tecnologia aplicada

Não há como evitar a tecnologia, especialmente em uma era tão digital. Por isso, uma das melhores formas de garantir tanto a competitividade no mercado, quanto a eficiência do planejamento no alcance das metas é investindo em tecnologia aplicada, sobretudo de automação logística, adotando softwares de ERP, WMS, soluções de IoT e afins.

Mas além de contratar softwares e plataformas, modernizar frotas e até mesmo investir em conectividade, também é fundamental investir em capacitação. De nada adianta ter uma operação moderna, repleta de tecnologia e sofisticação, se os operadores não sabem como interagir com essas ferramentas para extrair a produtividade.

Planejamento de rota

Por último, mas ainda mais importante, a roteirização. Existem ocasiões em que a definição de uma boa rota é o único motivo do sucesso da operação. Como se não bastasse isso, o planejamento de rotas afeta uma série de aspectos fundamentais para a boa gestão, sobretudo em termos de desgaste dos veículos, custos de abastecimento, tempo de entrega e por aí adiante.

Como pôde notar, o planejamento logístico de cargas tem a capacidade de alavancar os resultados, garantindo mais eficiência, previsibilidade e controle para a sua gestão. É para colher os benefícios dessa técnica que muitas empresas buscam parcerias bem estabelecidas no mercado, que sejam capazes de trazer esse nível de qualidade e confiabilidade às operações.

Entre em contato conosco 📞 (35) 3421-4657 ou 📲 (35) 9 9819-9092 e conheça nossas soluções em logística.

Gostou do post de hoje? Então, continue acompanhando nosso blog, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de mais conteúdos como este.

Compartilhe

Deixe um comentário